RESULTADO DE BUSCA
RACIOCÍNIO HIPOTÉTICO-DEDUTIVO E DISCURSO DOCENTE DURANTE UM CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES
Autor Principal: João Manoel da Silva Malheiro        Co-autores: Odete Pacubi Baierl Teixeira
Resumo: Neste trabalho, analisamos a forma como professores utilizam/desenvolvem o raciocínio hipotético-dedutivo, além dos discursos argumentativos acerca das experimentações realizadas para a resolução de problemas. A metodologia qualitativa, foi constituída por videogravações dos momentos das socializações feita pelos professores, acerca dos problemas investigados. Procuramos perceber se o raciocínio docente se enquadrava no raciocínio hipotético-dedutivo ao utilizarem em suas falas “se…”, “e…”, “então…”, “mas/e…”, “portanto…”. Buscamos ainda entender se a argumentação docente se aproximava dos procedimentos realizados pelos cientistas durante suas descobertas. Os dados foram compostos durante o Curso “FormAÇÃO de Professores na Perspectiva do Ensino Investigativo”, destinado a 24 professores da escola básica da região Centro-Oeste de Estado de São Paulo. A pesquisa apontou que os professores, ao utilizarem o raciocínio hipotético-dedutivo, o fazem semelhante o raciocínio dos cientistas, e quando o trabalho experimental ocorre de acordo com o ciclo de Lawson, as hipóteses são aceitas/refutadas de acordo com as relações dos dados empíricos-observados, obedecendo uma lógica interna que ajudava os professores a compreenderem o trabalho do cientista e suas possibilidades de contextualização em aula. Os professores precisam estar comprometidos com a inovação, pela avaliação contínua da sua prática, o que será possível havendo uma interrelação entre trabalho docente-escola-currículo desenvolvido. ,
Palavras-chave: Resolução de problemas. Raciocínio Hipotético-Dedutivo. Formação de Professores.
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 10 - Formação Docente Inicial e Continuada

Estatísticas:
10
acessos
5
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO