RESULTADO DE BUSCA
MAL-ESTAR E AS CONDIÇÕES DE TRABALHO: IMPACTOS NA PROFISSÃO DOCENTE
Autor Principal: Ana Paula Dworak        Co-autores: Bruna Caroline Camargo
Resumo: O presente artigo busca compreender como o mal-estar pode intervir no desenvolvimento profissional docente, com ênfase nas condições de trabalho que levam ao adoecimento, estresse, fadiga e tantas outras dificuldades encontradas no dia a dia escolar. Os dias atuais tem apresentado grandes desafios, principalmente para a área da educação. Muitas políticas públicas, mudanças tecnológicas e sociais, estão acontecendo e alterando a dinâmica escolar. Essas alterações devem ser enfrentadas pelos docentes, que além de se adequarem a elas, precisam dar conta de outras demandas e ainda passam a ser responsáveis pelos resultados apresentados pelos estudantes. Como consequência, percebemos profissionais desmotivados, faltoso, afastados, além de adoecidos. Esse estudo apresenta como metodologia a pesquisa com abordagem qualitativa, por meio do uso da pesquisa bibliográfica, e exploratória, utilizando-se questionário e entrevista para a coleta de dados, realizada em duas escolas da rede pública municipal, da cidade de Ponta Grossa/PR. Percebemos a importância de uma formação continuada, com uma gestão que auxilie o docente durante os momentos de angústia, além de proporcionar um ambiente acolhedor, o gestor possui papel essencial no processo de superação do mal-estar além da necessidade de auxiliar no processo de gestão democrática, e implementar políticas públicas que ajudem esses docentes a superarem o mal-estar e criarem uma cultura de identidade e pertencimento na profissão.,
Palavras-chave: Condições de trabalho docente. Mal-Estar. Profissão docente.
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 11 - Profissão Docente e compromisso sociopolítico

Estatísticas:
6
acessos
3
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO