RESULTADO DE BUSCA
MOTIVAÇÃO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DE QUÍMICA: SATISFAÇÃO EM ENSINAR LEVA AO INTERESSE EM APRENDER?
Autor Principal: Karine Zanotti        Co-autores: Gabriela Momenté Masselli, Luiz Henrique Ferreira
Resumo: A desmotivação de alunos e professores de Química é uma preocupação atual. Com o intuito de entender se o comportamento de um afeta o outro, utilizou-se nesta pesquisa como referencial teórico a Teoria da Autodeterminação, a qual descreve os diferentes graus de motivação existentes (continuum de motivação) – desde um estado desmotivado até a mais elevada motivação que alguém pode sentir. Assim, o objetivo deste trabalho foi verificar quais graus de motivação professores de escolas públicas apresentam, bem como o quão motivados seus alunos se sentem, a fim de investigar se há uma relação direta de interesse no processo de ensino-aprendizagem de Química. Para tanto, foram utilizados questionários com escala Likert de 7 pontos e, após análises de confiabilidade das respostas e dos graus de motivação, verificou-se que de fato há uma relação entre ambos: a motivação de cada um dos professores analisados apresenta correlação com a motivação de sua respectiva turma.
Palavras-chave: Grau de motivação. Teoria da Autodeterminação. Química.
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 8 - Educação, Desenvolvimento e Aprendizagem

Estatísticas:
6
acessos
5
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO