RESULTADO DE BUSCA
PERMANÊNCIA E CONCLUSÃO NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: A FORMA DE INGRESSO É DETERMINANTE PARA A EVASÃO?
Autor Principal: Suzana Cristina Andrade Moura        Co-autores: Celia Maria Haas
Resumo: Esta pesquisa investigou a evasão escolar discente na educação pública superior e verificou se há relação entre o processo de ingresso - ação afirmativa ou ampla concorrência - dos estudantes com o fracasso escolar, caracterizado nesta pesquisa, como o abandono dos estudos. A análise foi realizada utilizando dados da Unidade Escolar e de informações coletadas em um questionário enviado aos evadidos, com a finalidade de verificar o quantitativo de alunos desistentes, e a motivação pessoal destes. A metodologia adotada foi a qualitativa, com o suporte de artigos, livros e pesquisas sobre a temática. O referencial teórico que subsidiou as discussões foram as pesquisas de Andrade (2014) e Cardoso (2008) que abordaram a evasão entre alunos de universidade públicas, Piovesan (2011) e Norões (2011) que tratam acerca das cotas em universidades, e para o suporte metodológico textos de Gil (2012) e Hill (2009). O questionário foi enviado para 281 alunos desistentes, destes 36 responderam e foi constatado que a motivação para a desistência envolve questões diversas, tais como: distância, dificuldade em acompanhar o conteúdo, desrespeito docente, problemas familiares, sendo o trabalho a razão com maior apontamento. Já os dados coletados na Unidade Escolar demostraram que entre os dois cursos analisados um teve maior evasão entre os cotistas e no outro esta relação não existiu. Apesar disso, os estudantes respondentes não consideram que as cotas tenham relação com o fracasso.,
Palavras-chave: Evasão. Educação Superior. Cotas.
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 5 - Políticas e Práticas no Ensino Superior

Estatísticas:
8
acessos
3
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO