RESULTADO DE BUSCA
ADOLESCÊNCIA, LAZER E CULTURA CORPORAL: A SEXUALIDADE EM QUESTÃO
Autor Principal: LUCIENE FERREIRA DA SILVA        Co-autores: Rodrigo Fernandes Júnior
Resumo: O tratamento dos corpos nas escolas se sustenta no entendimento historicamente situado. Alcançar os corpos e tratá-los com a devida individualidade, respeitando sua história e peculiaridade requer conhecimentos socioculturais, históricos, educacionais e interpretações conectadas a objetos específicos de análise, neste caso, a Educação e a Educação Física. Teve-se como hipótese, que a problemática decorresse das formas usuais de tratamento corporal. O objetivo foi o de compreender a visão de corpo de adolescentes, escolares, do Ensino Fundamental de uma escola estadual, focando a compreensão da sexualidade. Tratou-se de uma pesquisa qualiquantitativa com o desenvolvimento de observação participante em vivências corporais. Foram coletados dados por meio de entrevistas, nas quais se indagou os sujeitos a respeito do corpo. Concluiu-se que há necessidade de uma Educação contextualizada para que se objetive a identidade corporal e que os adolescentes eram corpos de crianças em transformação. Lidar com eles de forma mais adequada ao cidadão de direitos é urgente, porque as representações socioculturais de corpos na contemporaneidade é necessária, pois os corpos são e serão estimulados à produção, ao consumo, à ligeireza e os corpos estranhos serão repudiados. Os alunos gostavam de ser o corpo que eram. A sexualidade e os afetos permutavam-se em trocas naturais. A estética sociocultural midiática repercutiu nas respostas, mas foi pouco evidenciada no relacionamento corporal.,
Palavras-chave: educação. corpo. vivências corporais.
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 2 - Políticas e Práticas no Ensino Fundamental

Estatísticas:
12
acessos
9
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO