RESULTADO DE BUSCA
OS MATERIAIS NÃO ESTRUTURADOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: ALGUMAS REFLEXÕES
Autor Principal: RENATA PAVESI COCITO        Co-autores: Fátima Aparecida Dias Gomes Marin
Resumo: Neste artigo refletimos sobre a relevância da organização do espaço no contexto da Edu-cação Infantil, especificamente da escolha e disponibilização de materiais para as crianças. Os materiais se constituem em um dos elementos do espaço físico que é composto também pela infraestrutura, o mobiliário e a decoração/ambientação. Consideramos que a seleção dos materiais pressupõe uma análise criteriosa, com base na intencionalidade pedagógica do professor e nas necessidades das crianças. Evidenciamos a importância de direcionarmos um olhar aprofundado para seleção dos materiais não estruturados (naturais e artificiais), atenta às diferentes formas, texturas e possibilidades. Trata-se de um recorte da dissertação de mestrado concluída que se constituiu numa pesquisa qualitativa do tipo bibliográfica. O objetivo é evidenciar a importância dos profissionais de Educação Infantil integrarem aos espaços os materiais não estruturados. Por meio da relação com os materiais, as crianças ampliam a sua maneira de agir no mundo, de criar e de ser autora do brincar. Defendemos o acesso a materiais que fogem do habitual e do esperado na Educação Infantil. Acreditamos que proporcionar vivências em um espaço organizado com materiais não estruturados, com intencionalidade pedagógica favorece as experiências diversificadas e significativas na Educação Infantil.,
Palavras-chave: espaço. materiais. educação infantil.
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 1 - Políticas e Práticas na Educação Infantil

Estatísticas:
10
acessos
6
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO