RESULTADO DE BUSCA
CONCEPÇÕES DE CUIDADO PARA INDIVÍDUOS COM TEA: POSSIBILIDADES A PARTIR DA PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL
Autor Principal: Gabrieli Quevedo Meira        Co-autores: Jassonia Lima Vasconcelos Paccini
Resumo: Este trabalho teve como objetivo resgatar as concepções de Transtorno do Espectro Autista (TEA)pelo prisma da psiquiatria e da psicologia, a fim de formular uma hipótese de intervenção fundamentada nos postulados da Psicologia Histórico-Cultural.Trata-se de uma pesquisa teórico-bibliográfica realizada no âmbito da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso do curso de Psicologia, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Paranaíba.Para tanto foi feito uma revisão bibliográfica na literatura científica, na tentativa de aprofundar a trajetória histórica do tema para depreender as práticas de cuidado fornecidas para indivíduos autistas na atualidade. Os resultados mostraram que no decorrer da história o conceito autismo foi apropriado pela área da psiquiatria para caracterizar uma afecção patológica do indivíduo sobre si mesmo, ao dizerem que estes indivíudos viviam em seu mundo interior, na recusa de contato com a realidade. A definição atual de TEA é atribuído à categoria de Transtornos do Neurodesenvolvimento, visto como uma condição clínica que aparece na infância, expressando déficits comportamentais e prejuízos na comunicação social. Deste modo, as correntes da psicologia tradicional reforçaram a concepção fragmentada de ser humano e a partir disso elaboraram suas práticas de intervenção e cuidado. Destarte, a Psicologia Histórico-Cultural se propõe a pensar em uma práxis humanizadora, na qual abarque o desenvolvimento humano na sua integralidade,
Palavras-chave: transtorno do espectro autista. psicologia histórico-cultural. concepções de autismo
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 8 - Educação, Desenvolvimento e Aprendizagem

Estatísticas:
15
acessos
9
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO