RESULTADO DE BUSCA
A LUTA DO MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA (MST) POR UMA EDUCAçãO PRóPRIA
Autor Principal: Ellen
Resumo: O presente trabalho teve como principal objetivo verificar em que momento histórico e por quais motivos o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) iniciou a luta por uma educação própria. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica, desenvolvida a partir de material já elaborado e sistematizado, como dissertações, teses, artigos científicos, livros, etc., o que nos permitiu uma gama de fenômenos ampla e a pesquisa documental, que se desenvolveu pela leitura, interpretação e análise de documentos do MST. O Movimento organiza um trabalho de educação em assentamentos e acampamentos da reforma agrária distribuídos em 23 estados brasileiros e a bibliografia estudada revela que sua práxis educacional se diferencia da escola oficial e de outras proposições críticas existentes. Além disso, o Movimento crítica a escola oficial e luta por uma educação concernente a sua concepção de mundo. O trabalho de educação do Movimento teve início junto a origem do Movimento que entende a educação como uma forma de inserir a pessoa numa determinada sociedade, transformando-se e transformando essa sociedade. Para a análise foram trabalhadas as categorias do materialismo histórico, em especial as seguintes categorias: luta de classes; movimento da história; educação e trabalho; democracia; poder; cultura; economia e política.,
Palavras-chave: educação. pedagogia do mst. educação do mst.
Modalidade: Comunicação Científica Eixo: Eixo 9 - Educação, Interculturalidade e Movimentos Sociais

Estatísticas:
8
acessos
6
downloads
0
citações

Ações:
Download

BibTex

Compartilhar



FALE CONOSCO